Uma Linda História – Xuxa adotada em maio de 2015, mês das mães

UMA LINDA HISTÓRIA PARA O MÊS EM QUE SE COMEMORA O DIA DAS MÃES

4 - XUXA 4

Esta é a história da Xuxa, uma cachorrinha que, em um dia chuvoso, no mês de fevereiro, foi resgatada prenhe por uma de nossas voluntárias. Estava muito debilitada e sem ter um lugar para dar à luz os seus filhotes. Além da satisfação interior que é poder ajudar um ser indefeso, a convivência com a Xuxa foi uma inesquecível lição de vida para todos que a conheceram. O seu corpinho pele-e-osso comovia, mas a sua generosidade encantava. Dos nove bebês, apenas três sobreviveram, todavia, mesmo ainda se recuperando da desnutrição, Xuxa amamentava não apenas seus três filhinhos, mas também outros filhotinhos órfãos também resgatados do abandono.

1 - XUXA 1    2 - XUXA 2

Era um show à parte ver os pequeninos correndo atrás dela para serem amamentados. Aos poucos foram se fortalecendo, ficando gordinhos e lindos; daí para a adoção foi um pulo fácil. A Xuxa, entretanto, por já ser adulta, e um dos filhotes, por não ter tido a sorte de ser escolhido ainda pequeno, foram ficando para trás, contudo, continuaram recebendo carinho e cuidados da voluntária , sempre confiante de que um dia alguém chegaria e escolheria um dos dois.

Só que a  primeira semana de maio reservava uma surpresa que ia bem além da esperança cultivada: duas amigas se encantaram, ao mesmo tempo, pela nossa amiguinha e pelo seu filhote-de-leite. Assim, mãe e filho, unidos por um laço tão poderoso que força nenhuma do universo quis romper, foram juntos para o novo lar. Não temos palavras para descrever nossa alegria, nunca pensamos de verdade que este caso pudesse ter um final tão feliz.

Slide1 Slide2

Essa cachorra, que não tinha o que comer nem lugar para onde ir por tanto tempo e que, mesmo assim, foi capaz de ser uma excelente mãe para seus filhos biológicos e os “do coração”, e finalmente vai ser bem cuidada por duas pessoas dispostas a dar amor e segurança para os dois.

Que sejam muito felizes os quatro!

 

Deixe uma resposta