Adotei um novo amigo. E agora?

Depois da adoção, tudo é novidade na vida dos bichinhos.

Família, casa, móveis, sapatos, chinelos, vários lugares para fazer xixi é tudo novinho…
Mas calma, criamos este artigo buscando ajudar os donos na adaptação de seu novo amigo ao lar.

É difícil precisar quanto tempo um animal leva para se adaptar a casa nova, depende muito do perfil de cada animal, existem alguns mais tímidos que demoram um pouco mais para se acostumar, e outros mais extrovertidos que no primeiro dia já são os reis do pedaço.

Fantasia de príncipe para cachorro. Foto: Funny Fur

Fantasia de príncipe para cachorro. Foto: Funny Fur

O primeiro passo paraajuda-los neste processo de adaptação é mostrar quem é o líder da família, se o bichinho for filhote ou jovem, talvez seja um pouco mais difícil mostra-los de quem é este papel, no caso dos cães até meados dos 12 meses eles vão querer disputar este papel de líder, principalmente se o seu amiguinho tiver este perfil de cão alfa.
Geralmente são filhotes que gostam de brincar de lutinha, mordem os irmãos, correm atrás e são mais enérgicos que os outros.

Cães adultos em geral já passaram desta fase e não tem interesse em lutar por uma posição alta na família, são também muito mais calmos e preferem ficar no cantinho esperando carinho.

No caso dos bichanos eles entendem que você é o provedor da casa, então provavelmente não vão lutar pela liderança também.

Para mostrar que você é o líder, basta você começar a mostrar um pouquinho de autoridade mas sem gritar, nem agir bruscamente.

Por exemplo, se o peludo estiver fazendo algo errado, apenas diga “Não”, com a voz firme, se isso não funcionar, faça um barulho alto, por exemplo, bater palmas uma única vez, quando ele olhar para você diga “não”, os cães tem memória associativa, então eles vão associar o que estavam fazendo com o desconforto do barulho e sua cara de sério.

Porém eles têm memória recente bem curta, e provavelmente você terá que repetir o processo algumas vezes, até realmente gravarem a informação.
Os gatos também entendem comandos, em geral eles são menos submissos que os cães, mas adote a mesma pratica, principalmente com filhotes, se não funcionar por seu gatinho ser mais teimoso que o normal, mude o foco da atenção dele com algum brinquedo, aquelas varinhas com bichinhos na ponta de uma linha funcionam muito bem.

Varinha rato

Outro ponto importante é mostrar para o bichinho onde será seu banheiro, faça isso logo no primeiro dia.
Para os gatos geralmente é mais fácil, eles tem como instinto buscar montinhos de areia para fazer suas necessidades, então providencie uma bela caixa de areia e deixe visível para o bichano se acostumar a usa-la.

Hoje em dia existe uma variedade imensa de caixas de areia, em formatos diferentes, cobertas, de todas as cores, mas se a grana estiver curta optem pelas mais simples, eles vão adorar da mesma forma.

Lembre-se de comprar uma pazinha vazada, para auxiliar na remoção dos detritos assim sua areia vai durar mais tempo.
Para os cães também existem hoje vários tipos de sanitários, que dão super certo.

sanitario

Estes sanitários, são como as caixas de areia dos gatos a diferença é que não se coloca areia e sim jornais ou tapetes higiênicos, como tem a superfície vazada o xixi desce para o jornal que o absorve bem rápido o que faz com que não tenha aquele cheiro de xixi no ambiente.

Já as fezes ficam na parte de cima da grade, ai fica fácil pegar com o papel higiênico e jogar no vaso sanitário.
Providencie também produtos para dar cheiro ao local como o famoso Pipidog, que auxilia o cão na hora de farejar e gravar o local certo para fazer xixi, no caso dos gatos a areia já faz este papel.

Se você limpar as caixas, tanto dos gatos como dos cães logo depois que eles fizerem suas necessidades, perceberão que mal dá tempo de ficar cheiro na casa, um plus contra o mau odor é uma ração de boa qualidade, em ambientes pequenos como apartamentos opte pelas rações para ambientes fechados.
Muito bem, agora que os peludos sabem quem é o líder e onde é seu banheiro, eles precisam saber onde esta sua comida.

Deixe sempre as vasilhas dos bichinhos limpas, água e ração lado a lado o local onde as vasilhas ficam também precisa estar limpo, troque a água pelo menos duas vezes ao dia, principalmente se forem vasilhas abertas, no verão troque mais vezes e coloque gelo também.
Hoje temos bebedouros fechados que preservam um pouco mais a limpidez da água.

bebedouro

Procure um veterinário para orienta-lo quanto à quantidade adequada de ração que seu bichinho precisa, e busque estabelecer horários fixos para colocar comida, assim eles vão acabar estabelecendo um horário fixo para comer também.

Por ultimo temos que mostrar aos nossos bichinhos onde serão seus aposentos, providencie uma caminha quentinha e limpa, não precisa exagerar um belo travesseiro é o suficiente, mas se quiser agradar o pet, opções não faltam no mercado.

Depois desta trabalheira toda é só aproveitar a presença do novo amigo, lembre-se que ele vai se acostumar com o tempo então incidentes vão acontecer, quando ele já estiver acostumado com as regras da casa nova, comece a mostrar novos comandos e brincadeiras, tente envolver as crianças nestas atividades para elas desenvolverem a consciência de responsabilidade com os animais desde cedo, por fim divirtam-se muito com seu novo amigo.

Deixe uma resposta